Wednesday, April 16, 2014

Velhas igrejas, novas histórias...

No sábado, fomos ao centro de São Paulo para participar do passeio "Velhas igrejas, novas histórias", organizado pela São Paulo Antiga. Aproveitei que estaríamos lá (dá pra acreditar que não fazíamos um dia turístico pelo centro há meses? Eu mesma fico com a sensação de que estou o tempo todo por ali fotografando, hahaha!) para planejar algumas outras coisas para fazer depois do passeio: almoçar em algum lugar bem legal da minha longa lista, comer uma sobremesa bem boa, visitar alguns museus, etc. As ruas estavam cheias, o que me deixa contente em saber que não somos os únicos interessados em conhecer a cidade, ver os pontos turísticos e fazer algo diferente. Ainda bem, né? Estava um dia de sol super quente, nada a ver com o outono que chegou logo em seguida, perfeito para fotografar!
O passeio começou na Igreja de São Gonçalo que fica na Praça João Mendes. Depois dela, visitamos mais umas 4 ou 5 que ficam nas redondezas. Nossa caminhada foi super interessante do começo até o final, eu gosto muito de aprender sobre a história do país e, ter a oportunidade de visitar locais que nem sabíamos da existência, é algo que não tem preço, né? Vejam algumas das 758.485 fotos que tirei ;-)

***

Deixamos o carro na Julio Prestes, eu estava com MUITA, mas muita preguiça mesmo de parar na Tamanduateí ou na Ana Rosa como sempre fazemos. Só de pensar em voltar tudo aquilo zzzZZZZZZzzzz e fazer baldeação zzzZZZZzzzz, esquece... Além disso, meus planos incluíam fazer algumas coisas na Luz também!
E o passeio oficialmente começou! Eu não sabia, mas na Igreja de São Gonçalo são celebradas missas em japonês, quem diria?

A Capela de Santa Luzia é minúscula, fica na rua Tabatinguera e tem uma história bem bacana. Além disso, a decoração é linda, até meio kitschy com aquelas luzes, objetos e cores todos. Nem preciso dizer que amei e que foi minha preferida, né? Passo tantas vezes de carro por ali e nunca tinha reparado nela!
Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte, além de ser muito bonita por dentro, como todas, ela tem esse jardim da segunda foto. É um lugar tão tranquilo que a gente custa a acreditar que está bem no centrão!
Igreja do Carmo:
Aqui o Sr. meu Marido deu uma mãozinha para a foto contra a luz que eu queria fazer
Visitamos até a cripta da Igreja do Carmo, todo o passeio foi bem interessante e educativo!
Terminamos nosso encontro na São Bento, mas não pudemos entrar por que já passava do meio-dia.
E depois da São Bento... Bom, logo mais eu faço outro post contanto o resto do passeio ;-)

* A autora optou por fechar a seção de comentários do blog por enquanto. Se tiver algo a dizer, fazer alguma crítica, dar alguma sugestão ou perguntar qualquer coisa, use a página da Casa da Gê no facebook ou escreva para georgia.visacri@gmail.com ;-)

Pin It!

Monday, April 14, 2014

Por onde anda Gê Visacri?

(via)

Surgi!! E com o repertório de desculpas bem amarrotado, hahaha! Em janeiro eu perdi o pique para continuar com o blog. A verdade é que eu já estou sem inspiração há muito tempo: não sei mais sobre o que falar por aqui, não sei mais do que esse blog se trata, como eu disse num post anterior, crise de identidade total. Aliás, 2014 começou para mim com uma certa coisa no ar, na minha vida, comecei o ano me perguntando o que viria por aí. O grande drama da mudança de casa estava a um passo de acabar, o scrapbooking virou lenda na minha vida, o curso da Panamericana que eu comecei tão empolgada no ano passado se revelou uma roubada de proporções gigantescas (FUJAM daquela espelunca!), entre outros babados.

Daqui pra frente, não sei o que virá, preciso de novas ideias, novos planos, vislumbrar novos horizontes. Ao mesmo tempo em que não tenho mais aquela energia toda para estar por aqui, gostaria muito de tê-la de volta, sabem? Confesso que senti um certo alívio por não ter mais o compromisso de blogar – por que, sim, vira um compromisso quando a gente quer se dedicar e fazer algo com frequência – mas sinto falta de me expressar, compartilhar minha vida e coisas que gosto com meus leitores tão amados. 

E, como quase três meses se passaram desde o último post, quero deixar vocês a par do que aconteceu comigo nos últimos tempos, borá lá ;-)

  1. Em janeiro, dispensei a pessoa que trabalhava aqui em casa por que ela conseguiu chegar a um ponto de me atrapalhar mais do que ajudar. Fiquei por minha conta até começar a procurar outra pessoa e descobri que não é tão terrível assim, basta a gente se organizar e manter o foco. Mudei o esquema por aqui para depender menos de profissionais, agora estou com uma faxineira a cada 15 dias somente e amando ter uma certa liberdade!
  2. Estou desde novembro com uma alergia terrível! Foram várias idas a médicos, muitos remédios e pomadas. Ainda preciso fazer os exames direitinho, mas um dos vilões é o esmalte. É engraçado como as coisas acontecem: eu não vivia jamais sem pintar as unhas, mas estou achando ótimo viver sem isso, estou até pensando em banir o esmalte de vez!
  3. Fui visitar o tããããão badalado Instituto Inhotim e achei aquilo uma bosta completa. Fala sério: odiei cada segundo que passei lá dentro e não quero voltar nunca mais... Ainda bem que nos hospedamos em BH e curtimos bastante a cidade, senão teria sido uma puta roubada!
  4. Na semana retrasada consegui arranjar um tempinho para fazer o curso Parte 1 da Arte de Viver, em São Paulo. Foi uma semana de muito aprendizado e reflexão e, além disso, tive a oportunidade de conhecer pessoas maravilhosas. Sem dúvida, uma das melhores coisas que já fiz na minha vida. Recomendo!
  5. Depois do curso, passei a meditar diariamente, algo que queria fazer há tempos.
  6. O Alê viajou bastante no começo do ano, mas agora as viagens acabaram de vez, acreditam? Vou até estourar uma champanhe, hahaha!
  7. Vendi meu carro, quando não estou a pé, estou chofer :P
  8. Continuo num processo de minimização de tudo na minha vida, de objetos a situações e pessoas: o que não acrescenta, não tem mais vez. Chega de tudo o que empata a vida, né? Quero viver só com o essencial e com o que me faz feliz.
  9. Meu emagrecimento foi super bem em 2013, mas não sei o que aconteceu: no final do ano dei uma super vacilada, em BH dei outra. Está difícil continuar, viu? Não sei por que eu tenho que gostar tanto assim de comer!
  10. Acabou a novela quase interminável da compra do apartamento... Me aguardem que logo logo eu conto tudo!
Agradeço o carinho e a preocupação dos leitores que vieram falar comigo durante a minha ausência e fico contente em saber que sentiram a minha falta e que gostam tanto assim da Casa da Gê ♥


* A autora optou por fechar a seção de comentários do blog por enquanto. Se tiver algo a dizer, fazer alguma crítica, dar alguma sugestão ou perguntar qualquer coisa, use a página da Casa da Gê no facebook ou escreva para georgia.visacri@gmail.com ;-)



Pin It!

Friday, January 24, 2014

Uma baciada de suculentas

Tem coisas que são maravilhosas e chiques nas revistas e sites de decoração, mas que, na casa da gente, feito pela gente, ficam esquisitas e até de um gosto  meio duvidoso, não é mesmo? Ainda bem que existem profissionais para quase tudo nessa vida, hahahaha!
Sempre que eu via na internet vasos e recipientes cheios de suculentas e cactos variados, eu pensava: "ainda vou fazer um desses!". Não lembro exatamente onde vi a ideia de plantar numa bacia de alumínio, mas eu amei e decidi que a minha definitiva seria assim (antes, eu comecei plantando em um vaso de plástico mesmo, só para ter uma noção). Aí começou o drama nº 58.644: eu não tinha a menor noção de onde poderia encontrar a tal bacia. Lojas de 1,99? Feira livre? Centro da cidade? Antigamente eram tão comuns, né? Ou sou eu que estou por fora, mas perguntei para algumas pessoas e ninguém sabia mes responder isso, até que o Sr. meu Marido encontrou sem querer em uma loja de ferragens antiga onde ele costuma comprar as coisas que não acha em lugar nenhum (se alguém da região quiser saber, é só me mandar um e-mail). Vamos ás fotos, então!
Achei que ficou meio vazia, principalmente numa das laterais. Depois de olhar a foto da "expectativa", estou pensando em comprar umas espécies mais altas para colocar no centro. É terapêutico fazer isso, a gente esquece da vida, esquece de tudo!
Minhas plantinhas estão lindas, né? Espero que tenham gostado, logo logo vou mostrar meus terrários também ;-)



Pin It!

Wednesday, January 22, 2014

Faça-você-mesma: pranchetas para exibir fotos

Achei demais dessa ideia, tanto que estou até considerando pôr mãos à obra e fazer alguns desses para a casa nova, minhas paredes estão totalmente peladas e isso tem me incomodado um pouco! O que eu mais gostei nesses clipboards para fotos, criados pela Liz do blog Love Grows Wild, é que eles têm esse lindo aspecto rústico, cores neutras, podendo assim ir bem com qualquer tipo de decoração e em ambientes diversos: sala, lavabo, cozinha, corredor. Só imaginar!
Fora a possibilidade com as fotos, né? Coloridas, P&B, seguindo ou não um tema, qualquer uma vai ficar muito bonita pendurada em uma dessas pranchetas. E o melhor: se cansar, é só trocar as fotos por outras, assim a casa vai mudando conforme a gente quer ou precisa, quer coisa mais moderna que isso? Para ver mais detalhes e aprender a fazer, é só clicar aqui e, se você adorou as fotos que ela usou, também estão à venda no blog ;-)
 Eu curti mesmo! E vocês?


Pin It!

Tuesday, January 21, 2014

Um sábado qualquer {quando a gente está sozinha}...

Como vocês já sabem, eu estou só e abandonada por aqui, desde que o Sr. meu Marido partiu para a Cidade do México... Por mais que eu aprecie a companhia dele e eu aprecio muito, até gosto de curtir uns momentos de solidão de vez em quando. Estar sozinha nunca foi problema, o que eu acho terrível é sentir tédio, mas sempre tenho tantas coisas pra fazer que não fico a tôa nunca! Aliás, nos últimos tempos, até gostaria de ter mais tempo livre, o que está bem difícil.
No sábado, então, fui pro parque correr logo cedo, como sempre faço e já tinha decidido que iria almoçar no Feed Food, em Pinheiros, mas quando estava quase chegando na Marginal, deu uma fome, uma preguiça e acabei parando ali no Shopping vila Olimpia mesmo. Por mais que eu esteja fugindo dos centros comerciais, tenho que admitir que passei uma tarde bem agradável ali e, por incrível que pareça, sem comprar nada ;-)

****
Todo sábado eu tiro uma foto de nós dois em frente ao espelhão da sala, eu tenho que manter a tradição, né? Então vou tirar só de mim até ele voltar.
Eu estava querendo ir ao Vila Olímpia, pois tinha ouvido falar super bem do Madero, uma hamburgueria que tem lá. Então já encostei ali mesmo, almocei esse Cheesebacon Angus Premium da foto que estava uma perdição, tomei uma Stella e comi um brownie com sorvete também. Gostei demais do lugar, o serviço é muito bom e os preços são razoáveis também.
Depois desse almoço, eu resolvi procurar um lugar para sentar e tomar um bule de chá, de preferência bem calmamente, já que estou lendo um livro daqueles que a gente não vê a hora de poder curtir com calma. Fiz a besteira de escolher o Le Pain Quotidien, infelizmente...
Apesar das lindas e apetitosas vitrines aí de cima, o lugar deixa muito a desejar, aliás, tudo. Pedi um chá entre as opções do menu, mas só tinha os da caixa mesmo. O chá que prepararam estava tão fraco que parecia que eu estava tomando água quente pura! O lugar estava absurdamente sujo a olhos vistos, as funcionárias falavam umas com as outras de tal maneira que pareciam estar numa feira livre, aos berros. Ai, horrível! Não preciso nem dizer que era o estabelecimento mais vazio de todo o shopping, essas roubadas me perseguem, hahahah!
Depois disso, eu peguei meu livro e fui sentar naquele terraço maravilhoso, aí consegui curtir minha leitura com calma e tranquilidade. Dei uma geral nas vitrines antes de vir pra casa, a da Granado, em especial é muito linda com todo esse pink.
Antes de ir para casa, resolvi dar uma paradinha na Kartell, aquela loja de design italiana ma-ra-vi-lho-sa que, abriu recentemente uma unidade em Santo André, perto de casa. Dá pra acreditar nisso? Claro que essa loja é um desbunde, como todas outras deles e o atendimento é super atencioso, me fez querer ir morar lá, hahaha! Essa visita despertou um desejo antigo que eu tenho por uma linha em especial deles, acho que vou até fazer um post sobre isso em breve... ;-)
Caso algum leitor tenha ficado curioso, o livro que estou lendo é o "Como entrei na lista negra da Hermés", do Michael Tonello e estou adorando ;-)



Pin It!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips