Wednesday, July 23, 2014

Manhãs por aqui...

Sem dúvida, há algo de mágico nas primeiras horas do dia... A cidade acordando, o silêncio, os tons surpreendentes do céu, aquele colorido que parece que a gente sente muito mais do que simplesmente vê! Eu já sou uma pessoa daquelas bem matutinas, aqui em casa o dia começa por volta de 5:15 todos os dias e me sinto privilegiada por poder assistir de camarote todos os dias a lindeza do nascer do sol, mesmo que seja por alguns segundos ♥

O mais lindo é que nunca um dia vai ser igual ao outro!
Demais, né? O mais engraçado é que todo dia eu repito para mim a mesma coisa: "esse foi o mais bonito até agora!"


Pin It!

Tuesday, July 22, 2014

Bolo de fubá com gostinho de infância ;-)

Todo mundo tem uma comida ou um doce especial de infância do qual vai passar a vida toda se lembrando e ficando com água na boca, né? No meu caso, como vocês podem imaginar, são váááários. Dia desses, eu estava até pensando em certos quitutes inesquecíveis feitos por gente especial que passou pela minha vida. Não tem como não amar a comida e a pessoa!

Minha mãe cozinha super bem e sempre faz coisas divinas, mas se alguém me perguntar do eu me lembro com mais clareza da época de infância, eu diria sem pestanejar que é o bolo de fubá cremoso. A receita que ela usava veio de um caderninho que eu fiz na pré-escola para dar de presente no dia das mães e era perfeito. A que eu uso é mais moderninha e foi encontrada no site da Philadelphia.

A receita original dá um bolo gigantesco de vários quilos e, como somos só em duas pessoas aqui em casa, eu faço uma quantidade reduzida, só pra matar a vontade mesmo. Nesse caso, fiz 1/4 dela e deu para o café da manhã de sábado e domingo. Adaptei a quantidade de alguns ingredientes, acrescentei erva-doce que não tinha na original. Ficou delicioso.
Bolo de fubá cremoso versão Casa da Gê

Ingredientes:
  • 1 xícara de chá de leite
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa rasa de manteiga light
  • 25g (1/4 do pacote) de queijo parmesão ralado
  • 40g de cream cheese (1/4 da embalagem)
  • 1 pitadinha de sal
  • 1 colher de sopa rasa de farinha de trigo
  • 1/2 xícara de açúcar
  • 50g (um pouquinho menos de 1/2 xícara) de fubá
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • 2 colheres de sobremesa de erva-doce
  • 1 colher de sopa de açúcar de confeiteiro para polvilhar
Modo de Preparo:
Preaqueça o forno em temperatura média. Bata no liquidificador o leite, o ovo, a manteiga light, o queijo ralado, o cream cheese, o sal, a farinha de trigo e o açúcar. Transfira para uma tigela e misture o fubá, o fermento em pó e a erva-doce. Despeje a massa em uma forma untada e enfarinhada e leve ao forno por un 35, 40 minutos (eu uso o velho truque de espetar um garfo e tirar o bolo do forno quando ele sair sequinho). Depois de pronto, espere esfriar, desenforme e, usando uma peneira, polvilhe o açúcar de confeiteiro sobre o bolo.
*a receita original está aqui para quem quiser ;-)


Bolo de fubá devia liderar o ranking mundial das comfort food. Pensa naquele cheiro que perfuma a casa inteira quando ele está no forno, a textura, o "recheio" que forma nessa versão cremosa, a xícara de chá pra acompanhar... Poucas coisas na vida se igualam a isso, né?

Se alguém fizer, depois me conta se gostou ;-)

* Ah, aproveitando o post, deixa eu dar mais uma dica: nunca tinha usado formas de silicone e adorei, só de encostar o bolo já solta e sai lindo, inteirinho! Claro que agora estou enlouquecida querendo comprar de todos os tamanhos e desenhos possíveis, né? A que eu tenho é esta aqui da Tok Stok.

Pin It!

Monday, July 21, 2014

Nota para mim mesma #17

(via)
Nada de cair na armadilha de ficar lamentando por tudo o que você não tem na vida... Acordou com saúde? Tem comida na geladeira? Um teto em cima da cabeça? Então, já é mais do que muitas, muitas pessoas por aí e do resto, é só correr atrás. Vamos começar cada novo dia agradecendo? E terminá-lo desse jeito também, que tal?

{English} Note to Self #17 - Be thankful for all the troubles you don't have - Let's stop crying for the things we don't have or wish we had and be thankful for all the necessary things we already have in life: food, a roof over our haves, food in the refrigerator, it's more than so many people in our planet have, isn't it? Hope you have a wonderful week!

Desejo uma linda semana para quem passar por aqui ;-)


Pin It!

Friday, July 18, 2014

As estampas fabulosas de William Morris ;-)

Antes de mais nada, quero agradecer a todos que me deixaram mensagens de aniversário no post anterior, fiquei muito contente! Obrigada pelo carinho, gente linda <3

Descobri as lindas criações do artista inglês William Morris perambulando por Londres, aaaanos atrás. Trouxe para casa um kit de papéis de presente com suas estampas e usei inteirinho. Morrendo de dó, mas usei.
William Morris foi, entre outras coisas, um designer têxtil do século XIX, considerado por muitos uma das figuras mais importantes da era vitoriana. Criou tecidos estampados, tapeçarias, papéis de parede, vitrais e escreveu livros. Em 1955 foi criada uma sociedade para manter vivo o seu legado e seu trabalho pode ser visto hoje em diversos museus do Reino Unido, como o Victoria & Albert e também em outros países.
Os padrões que ele criava eram magníficos. A gente olha e nem fica com a sensação de que está vendo algo feito há tanto tempo, pois continuam atualíssimos. Selecionei algumas das estampas que mais gosto para ilustrar esse post, já estou imaginando a última como papel de parede em um cantinho bem especial de casa ;-) Um luxo!


{English} I heard about William Morris a while ago when I was spending a few days in London. I even brought back a beautiful giftwrap paper set with his designs. William Morris was an artist and  textile designer who live on the 19th century and is considered one of the most significant cultural figures of Victorian Britain. I look at the images I chose for this post and almost can't believe these were designed so long ago, they look so modern! I'd love the last one as a wallpaper in my house ;-)

Demais, né? Aquela frase "Não tenha nada em sua casa que você não saiba ser útil ou acredite ser belo" foi dita por William Morris. Só podia ter sido, mesmo!


Pin It!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogging tips